Saturday, January 29, 2005

(sem titulo)

Uma cidade sem chão nem céu, os edificios estendem-se do infinito para o infinito. As pessoas caminham sem rosto, porque escondem os rostos em frascos de cristal, para que possam um dia mostar a alguem especial numa ocasião especial que nunca acontece! Com os rostos juntaram mais tarde um segundo frasco, onde esconderam as palavras! Um terceiro frasco apareceu sem o terem juntado, nesse depositaram-se os sentimentos.
Agora as pessoas caminham sem sentirem, pois de tanto se esconderem esconderam se dos próprios sentimentos!

Um mundo sem limites com pessoas que procuram aprisionar-se!

1 Comments:

Blogger Joana Delgado Cortesão said...

Há alturas na vida dos mortais em que o Nunca se confunde com o Sempre e o amanhã não passa de um trágico Hoje. Queria saber-te melhor. Queria que o mundo se calasse por momentos para só te ouvir nesse silêncio perturbador em que gritas o Céu. Somos o que queremos ser. Sempre.

12:32 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home