Saturday, December 17, 2005

Há os que dormem e os que não dormem.
Há os que sonham e os que não sonham.
Nem todos os que dormem sonham e nem todos os que sonham dormem.
Tenho saudades dos tempos em que dormia e não sonhava e mais saudades tenho ainda do tempo em que vivia os sonhos e só tinha pesadelos enquanto dormia.
Agora vivo os pesadelos, os meus e os dos outros, como se os meus não fossem sufecientes. Agora não durmo, apenas me deito e luto contra um corpo cansado, uma mente exausta e uma realidade demasiado real.
Tenho saudades do tempo em que as crianças eram crianças e eu não sabia o que eram os homens. Agora sou demasiado criança para ser homem e demasiado homem para ser criança, navegando perdido num mundo que já me negou o espaço da adolescencia.
Ando perdido mas sei exatamente onde estou, e aqueles que me podiam encontrar, estão demasiado ocupados em perder se ... e tal é o seu direito, pois fomos postos no mundo para caminharmos sozinhos num mundo de galinhas.

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Hey, you have a great blog here! I'm definitely going to bookmark you!

I have a guarana site/blog. It pretty much covers guarana related stuff.

Come and check it out if you get time :-)

10:21 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home